Assim como os computadores, à medida que os smartphones e tablets se popularizam, esses aparelhos se tornam cada vez mais alvo de cyber criminosos. O número de malwares para dispositivos móveis é assustador; só em 2013 foram detectadas mais de 143 mil novas modificações de programas maliciosos para tablets e smartphones. Mas, apesar do perigo, você sabe identificar se seu aparelho está infectado?
A plataforma Android é o principal alvo: 98,05% dos malwares para dispositivos móveis são dirigidos à plataforma do Google. Se você é usuário Android, fique esperto e confira a lista com os sintomas mais comuns que indicam que seu smartphone ou tablet provavelmente esteja infectado.

– Se o seu dispositivo está apresentando pop-ups e anúncios intrusos ou ainda durante a navegação ocorrem redirecionamentos inesperados é bem provável que você tenha sido infectado por um adware.

– Arquivos maliciosos também costumar aumentar abruptamente o uso de dados para fazer com que o dispositivo se conecte repetidamente a um website, clique em anúncios, faça download de arquivos grandes e envie mensagens. Preste atenção em picos do uso de dados.

– Malwares também atingem o bolso do usuário; aparelhos infectados podem ligar ou enviar SMS para números premium elevando o custo da sua conta no final do mês.

– Alguns apps maliciosos também são capazes de baixar aplicações do Google Play ou outras lojas não oficiais. Se em seu dispositivo aparecer aplicativos que você não fez o download, suspeite.

– Há também apps que se utilizam de funções desnecessárias: se algum aplicativo solicitar permissões ou outras funções que não são necessárias para seu uso, é provável que tenha fins maliciosos.

– Fique atendo a qualquer atividade suspeita nas suas contas online como e-mails e perfis em redes sociais. O malware móvel pode roubar senhas, credenciais de acesso e dados guardados no dispositivo.

– Por último, duvide de qualquer aplicação que exija dinheiro para desbloquear o aparelho; nenhuma empresa que opera dentro da lei faz isso.

Esses são os principais indícios de que seu Android foi infectado. Especialistas dizem que a melhor maneira de mantê-lo protegido ainda é instalando um bom antivírus. Mas medidas adicionais ajudar a evitar a infecção. Veja algumas:

– Não faça o desbloqueio do dispositivo, técnica conhecida como “root”;

– Configure uma senha para desbloquear a tela do aparelho;

– Prefira sempre aplicativos de confiança, de preferência os da loja oficial;

– Não use redes wi-fi públicas para qualquer tipo de transação;

– Revise periodicamente as permissões que os apps solicitam;

– Armazene no dispisitivo apenas dados confidenciais que sejam indispensávei.

Com essas medidas, você se torna um alvo menos vulnerável.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br


07 indícios de que o seu smartphone Android está infectado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.